“É importante demonstrar à empresa que somos a pessoa que se calhar eles nem sabem que precisam!"

“É importante demonstrar à empresa que somos a pessoa que se calhar eles nem sabem que precisam!"

Estágios em tempo de Pandemia - Testemunho de ex-formando de CET da Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança

 

Os Cursos de Qualificação promovidos pelo Citeforma compreendem um período de formação prática em contexto de trabalho. Trabalhamos em parceria com empresas também com o objetivo de proporcionar, aos nossos formandos, uma oportunidade única para consolidar as suas competências em várias áreas de formação. Em 2020, o mundo laboral e a forma como trabalhamos sofreu profundas alterações. Quisemos saber, junto do Gabinete de Psicologia e Inserção Profissional do Citeforma, de que forma é que esta transformação afetou os estágios dos formandos.

Recolhemos ainda o testemunho de um formando do curso de Técnico Especialista em gestão da qualidade, ambiente e segurança.

Susana Gonçalves, responsável pelo Gabinete de Psicologia e Inserção Profissional do Citeforma destacou a necessidade de adaptar os processos aos constrangimentos causados pela pandemia. “O Gabinete acompanha de perto as tendências do mercado de trabalho e assegurou, durante a pandemia, um contacto de proximidade com as empresas de modo a ser possível garantir, em 2020, locais de estágio para cerca de 250 formandos. As necessidades das empresas durante este período também sofreram alterações, existindo sectores mais afetados (como o Turismo e o Comércio) e outros em forte crescimento (como as Tecnologias de Informação e o Marketing Digital).”

Em relação à forma de organização do estágio, a tendência seguiu as regras do mercado: “o regime presencial manteve-se em alguns casos mas muitas empresas organizaram os estágios em regime de teletrabalho, garantindo o acompanhamento necessário. A flexibilidade foi a palavra-chave, o que permitiu aos formandos desenvolveram novas competências para no futuro serem integrados num mercado de trabalho pós-pandemia, em que a capacidade de adaptação a novas formas de trabalho será uma mais-valia” concluiu Susana Gonçalves.

Testemunho de ex-formando do CET de Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança

Hugo Gonçalves, tem 28 anos e, há um ano atrás estava a frequentar o curso de Qualidade, Ambiente e Segurança no Citeforma. Em meados de julho, iniciou a sua componente de formação prática em contexto de trabalho.

O estágio foi totalmente presencial, "por disponibilidade da empresa e também por minha vontade". Hugo refere ainda, que pelo facto de uma das suas áreas de interesse ter sido a das Auditorias, considerou que seria benéfico estar presente e conhecer a empresa por dentro "até porque a minha empresa tem várias delegações e eu tive a oportunidade de ir a quase todas."

Na sequência desse estágio, o Hugo ficou a trabalhar na empresa. Quisemos saber de que forma conquistou ele essa oportunidade. "Muito do sucesso depende de nós. Independentemente da dificuldade que vivemos hoje em dia, por causa do covid, e das empresas poderem ou não necessitar de integrar mais um elemento na sua atividade, o sucesso desta escolha depende muito da nossa postura. Existem alguns elementos que são essenciais para que o nosso trabalho seja notado. São competências que são abordadas ao longo do ano, durante a formação. Recordo-me de termos trabalhado comportamentos como a assertividade, a proatividade, demonstrar que estamos disponíveis para continuar a aprender dentro da empresa, saber lidar com os nossos colegas." Acrescenta ainda que "logo no início estabeleci que tinha interesse em ficar na empresa. Não tinha essa garantia. Só foi possível porque ao longo do tempo fui demonstrando que tinha competências para ficar. É importante demonstrar à empresa que somos a pessoa que se calhar eles nem sabem que precisam!"

Hugo destacou ainda a importância das soft skills no processo de integração. "Todos as pessoas que fazem este curso ficam a saber fazer a interpretação da Norma. A aplicação, a entrega e o empenho, durante o estágio é que penso que fazem a diferença. No meu caso houve abertura para dar a opinião e procuraram o meu contributo, com os conhecimentos ainda frescos, aprendidos com o curso, nas áreas da qualidade, ambiente e segurança".

Enquanto via de acesso ao mercado de trabalho, Hugo Gonçalves não hesita e destacar o curso: "Com as ferramentas que nos são passadas na formação temos todas as condições para brilhar e para fazer passar a necessidade de que a empresa precisa de nós".

Sobre o curso

Para Teresa Guimarães, coordenadora do CET da Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança, “Este é bom exemplo de um processo em que uma junção de fatores ditou o sucesso: O Hugo foi um excelente formando, levou para a empresa um conjunto de boas práticas e a empresa teve a possibilidade de o integrar. Pessoas que demonstram que estão disponíveis, que conseguem resolver problemas, são, muitas vezes, garantia de sucesso no estágio.”

Sobre o curso e a sua importância para quem quer trabalhar nesta área, a coordenadora refere que “o currículo deste curso é muito completo, pelo facto de abranger as vertentes de  Qualidade, Ambiente e Segurança, e isso é, cada vez mais, reconhecido no mercado trabalho. Quando se fala implementação sistemas integrados, este curso destaca-se”.

Especialização Tecnológica

O Citeforma vai iniciar novas edições de Cursos de Especialização Tecnológica no último trimestre do ano. Consulte as vertentes disponíveis no site.

29 junho 2021

  • logo iefp
  • logo sitese
Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. A sua não aceitação pode resultar em dificuldade em visualizar/interagir com as páginas da Citeforma. Conhecer Política de Cookies Aceito
  • logo poise
  • logo lisboa2020
  • logo portugal2020
  • logo gp min solid emprego seg social
  • logo uniao europeia