Vitrinismo faz Montra Pop Up com Nova Coleção Storytailors

Vitrinismo faz Montra Pop Up com Nova Coleção Storytailors

Os formandos do curso de Técnico de Vitrinismo apresentaram, esta terça-feira, um projeto realizado em parceria com o atelier de design de moda Storytails. A montra pop up expõe peças da nova coleção dos estilistas, num ambiente concebido de acordo com a linha criativa da marca.

“Estou muito feliz com o resultado final” comentava Sandra Rodrigues, uma das formadoras, que acompanhou todo o processo. “É uma turma grande e como todos os projetos de grupo, há sempre a questão de gerir o tempo, de ver quem é que faz o quê… Mas no final, depois de ver a satisfação do grupo, a querer tirar fotos, junto do trabalho que fizeram. Acho que esse é o grande indicador de sucesso deste trabalho.”

Conceção

A ideia era construir uma montra pop up. Os Storytailors já haviam participado num evento, sobre criatividade, no Citeforma e os formandos mostraram interesse em analisar a marca, de perceber como se coloca no mercado e como é vista pelos consumidores. “Então foi muito interessante pois a marca aceitou logo fazer uma parceria connosco. Eles receberam muito bem a turma e mostraram a loja. Falaram imenso sobre o produto, sobre a forma de eles próprios se colocarem no mercado, falaram sobre o seu processo criativo. E isso ajudou-os a conceber a história base que deu origem à montra. Viram os cortes, perceberam qual era toda a lógica de produção deles, enquanto designers e foi muito mais fácil de traduzir a linguagem para a montra” explica Sandra Rodrigues.

Materiais

Os formandos organizaram-se em grupos e trabalharam as ideias. Os projetos foram depois enviados para a marca. “E eles, no fundo, ajudaram-nos a perceber com qual dos projetos é que mais se identificavam” explicou-nos a formadora. O projeto final resultou da combinação de pontos fortes de cada grupo.

A intervenção da formadora Selma Carvalho foi mais evidente quando “meteram mão à obra”. Foi necessário escolher materiais, e aí a formadora refere que a sua preocupação foi, acima de tudo, “ajustar os materiais à solução. Procurei que eles soubessem gerir, de uma forma económica, os materiais. Definir o que usar, porque usar, gerir os materiais em termos de quantidades, preços…Tudo isso é importante para o vitrinismo.” Houve muita experimentação, com diferentes materiais e tudo foi feito de forma manual. “A única coisa que está aqui pré-feita é a roupa que nos foi fornecida pelos artistas” acrescenta Sandra Rodrigues.

Os formandos

“Fizemos não só as montras como toda a imagem gráfica do evento” explicou Cristina Ferreira, uma das formandas. “Estudámos o que os Storytailors fazem e, baseado nisso, tentámos criar a imagem na linha do fantástico, que tem a ver com eles. Procurámos adequar o nosso trabalho ao deles” acrescenta. Sobre os adereços que decoram a montra, percebemos que levaram o seu tempo a chegar ao objetivo: “Isto deu imenso trabalho a fazer! Estes animais são feitos com papel machê, depois leva ligaduras de gesso molhadas em água, para dar forma, a seguir uma camada de gesso e cola branca e depois temos de lixar”. Os passos vão sendo repetidos até alcançar o estado pretendido, que traduz em 3D a imagem de animais.

A exposição pode ser vista durante no verão, na entrada do auditório do Citeforma.

 

Por Tânia Fernandes

01 agosto 2018

  • logo iefp
  • logo sitese
Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização. Conhecer Política de Cookies ok
  • logo poise
  • logo lisboa2020
  • logo portugal2020
  • logo gp min solid emprego seg social
  • logo uniao europeia